SPI
PDF Imprimir E-mail

 

SPI


É um projeto que visa consolidar uma rede de colaboração na América Latina e o Caribe, criando um repositório internacional com aplicações que são de interesse para a Administração Pública dos países que o integram.

O projeto do Software Público Internacional (SPI) surgiu de um esforço conjunto do PNUD, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão do Brasil (SLTI / MPOG), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Centro Latino-Americano de Administração para o Desenvolvimento (CLAD). Os países que estão colaborando com o projeto são: Brasil, Chile, Costa Rica, Cuba, Equador, Paraguai, Peru, Venezuela e, mais recentemente, a Argentina.

Esta iniciativa visa estabelecer uma plataforma de intercâmbio de conhecimento, através da qual os países possam compartilhar seus projetos e códigos fonte públicos, em conformidade com um conjunto de normas e orientações de normalização e interoperabilidade pré-estabelecidas. A intenção é colocar as soluções de informática ao alcance de todas as comunidades de software dos países participantes. O Portal reunirá tanto desenvolvedores como usuários (cidadões), seguindo um modelo colaborativo.

O projeto busca a internacionalização das soluções software público existentes; oferecer um espaço para o intercâmbio de soluções e difusão das melhores práticas que promovam a governança eletrônica, bem como ajudar a desenvolver e promover os portais nacionais de software público dos países parceiros.

A meta declarada do projeto é o lançamento do Portal do Software Público Internacional e replicação da experiência do Portal do Software Público Brasileiro em instituições parceiras na América Latina e o Caribe. O projeto SPI se encontra em desenvolvimento beneficiando países como o Paraguai – que já dispõe de um Portal de Software Público Nacional, graças a essa iniciativa. A Venezuela se junta a esse empreendimento através do Portal do Repositório Nacional de Aplicações.